SALA DE IMPRENSA

NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 17/03/2017

TRISTES OLHOS (D’ÁGUA)

Por João Batista Matos de Andrade

Geólogo CERB

 

Por definição, nascente é o local onde a água subterrânea aflora na superfície do terreno. A maioria das águas perenes de superfície se originam de uma nascente, por mais longínqua que esta seja. Exceção são as águas de degelo.

Toda povoação começou a partir da presença de água: rios, lagos ou nascentes. Devido a sua boa qualidade, quase sempre límpida, doce e cristalina, as águas das nascentes foram as preferidas.

Salvador, fundada em 1549, teve como principal fonte de abastecimento as nascentes. A partir dessas, foram construídos sistemas rústicos de captação e daí denominavam de fontes. Ainda hoje muitas dessas fontes ainda estão por aí e, apesar de contaminadas, parte servindo ao abastecimento da população carente, outra parte apenas como atração turística ou religiosa: Fonte da Graça, Fonte Nova, Fonte de Santa Luzia, Fonte Santo Antônio do Cabula, Fonte da Preguiça...e por aí vai!

No Estado da Bahia, as regiões do Litoral Norte, Recôncavo, Cacaueira, Litoral Sul e a Chapada Diamantina ainda hoje são as mais ricas em nascentes.  Infelizmente, temos aí grandes diferenças: na Chapada ainda preservada em sua maioria e nas outras, ao contrário e com poucas exceções, depredadas, contaminadas; quando não, secas! Uma drástica verdade que ouvimos quando no campo: as nascentes estão secando!

verdade que ouvimos quando no campo: as nascentes estão secando!

Se considerarmos a Terra como um grande ser vivo, nos aproximando do conceito de Gaia do cientista britânico James Lovelock, as nascentes seriam os seios materno, onde os filhos se alimentam do leite.

 A conservação e recuperação de nascentes é o mais importante pilar da gestão hídrica. No Brasil, particularmente nas regiões sul e sudeste, iniciativas estaduais e municipais estão incentivando a recuperação de nascentes. O maior exemplo é a cidade de Extrema, no sul de Minas Gerais, onde com apoio financeiro de entidades parceiras, foi criada a figura do Produtor de Água. O proprietário da terra recebe mensalmente uma compensação financeira por ter permitido tornar parte de sua terra, onde está a nascente, numa área de preservação ambiental. O programa já ganhou diversos prêmios, inclusive internacionais, pelo o sucesso e bom exemplo.

Por fim, vale a pergunta: o que estamos fazendo por nossas nascentes? Se pouco ou nada, urge mudar de atitude, senão pagaremos um preço muito alto.... mais alto do que já estamos pagando!

 

 

 

 

 

 

 

topo

CERB - COMPANHIA DE ENGENHARIA HÍDRICA E DE SANEAMENTO DA BAHIA

AV. LUIZ VIANA FILHO, 300, 3ª AVENIDA - CENTRO ADMINISTRATIVO BAHIA.

SALVADOR BAHIA, CEP 41745-005 (71) 3115-8019/8024

35,051 visitas